Mineirão

Reaproveitamento de resíduos no Mineirão ganha destaque por papel ambiental e social

8 de agosto de 2019

Um dos principais palcos do futebol e uma das maiores arenas multiúso no País, o Mineirão também é referência em sustentabilidade ao redor do mundo, por ser o único estádio brasileiro que possui o selo Platinum da Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), a mais alta classificação no prêmio internacional que avalia projeto, construção, manutenção e operação de green buildings (prédios sustentáveis). Desde o início das obras de reforma para receber a Copa do Mundo, o estádio incentiva e desenvolve diversas ações sustentáveis, com um foco importante no reaproveitamento de resíduos.

Reciclagem do lixo em dia de jogo no Mineirao. Foto: Agencia i7/Mineirão

A destinação correta dos resíduos é uma parceria que o estádio mantém com a Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Materiais Reaproveitáveis de Belo Horizonte (Asmare) desde janeiro de 2014. Até o final de Junho deste ano, essa parceria já garantiu que 171.854 quilos de resíduos gerados no estádio em dias de jogos deixassem de ser enviadas para aterros sanitários. O material biodegradável procedente da manutenção do jardim e das podas do gramado e das árvores vai para uma usina de compostagem, enquanto os recicláveis, como caixas de papelão, plástico e latinhas de alumínio, são tratados em parceria com a Asmare.

“A prática desempenha um papel importante, não somente no que diz respeito à preservação do meio ambiente, mas também no aspecto social, pois a parceria gera emprego e renda para os catadores. A responsabilidade social é um dos pilares da sustentabilidade”, afirma a coordenadora de Meio Ambiente do Mineirão, Bárbara Freitas. A equipe de coleta de recicláveis no estádio é composta por, em média, dez catadores, que trabalham em dias de jogos e eventos e, nos dias seguintes, realizam a triagem de todo o material, o que garante a destinação correta dos resíduos.

Coleta de lixo em dia de jogo no Mineirao. Foto:  Agencia i7/Mineirão

Este ano, na partida Brasil e Argentina, válida pela semifinal da Copa América, foram reciclados 1.247 kg de metal, 1.433 kg de papel e 1.004 kg de plástico, material gerado pela presença de mais de 52 mil torcedores que assistiram a vitória da seleção brasileira.

Como instituição signatária da Rede Brasil do Pacto Global, o Mineirão adota em suas práticas premissas relacionadas aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) da ONU. Esses objetivos são programas que a organização pretende implementar em todos os países até 2030. As ações que o Mineirão desenvolve se encaixam nos ODSs: Água Potável e Saneamento, Consumo e Produção Responsáveis e Ação contra a Mudança Global do Clima.

 

 

Compartilhar