Mineirão

Mineirão lança canal para receber denúncias de racismo e injúria racial

20 de novembro de 2019

O Mineirão anunciou, no Dia da Consciência Negra, a criação de um canal para que os torcedores possam enviar denúncias de crimes de discriminação ou preconceito racial presenciados no estádio. A partir deste domingo (24), quando Atlético e Athlético/PR se enfrentam, o frequentador do estádio que sofrer ou perceber casos de racismo ou injúria racial poderá enviar um e-mail para racismonao@estadiomineirao.com.br relatando o fato. Todas as informações serão repassadas para que os órgãos competentes tenham conhecimento sobre os fatos cometidos e procedam com as devidas investigações.

“Entristece-nos o alto índice de casos de racismo registrados no futebol. Além de levantar a discussão sobre esta realidade em um dia tão importante, com o novo canal de denúncia pretendemos lutar contra o silêncio. O Mineirão é um espaço plural e crimes de descriminação devem ser combatidos todos os dias do ano”, ressalta a gerente de Relações Institucionais do Mineirão, Ludmila Ximenes.

Como forma de refletir e promover o diálogo sobre um tema tão importante para a sociedade, durante todo o Dia Nacional da Consciência Negra foram publicadas nas redes sociais do Mineirão dados que refletem como a discriminação racial está presente no meio do futebol. O estádio lembrou, entre outros dados, que somente este ano 44 casos de racismo já foram cometidos no futebol brasileiro, segundo o Observatório da Discriminação Racial no Futebol. Outro dado impactante é que, dos 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, nenhum dos presidentes é negro e somente três treinadores são da população negra.

O canal de denúncia do Mineirão contra crimes de discriminação racial será divulgado constantemente nos canais de Comunicação do estádio, como nos telões nos dias de partidas, redes sociais e site oficial do estádio.

Qual a diferença entre Injúria Racial e Racismo?

A lei 7.716, que define crimes de racismo, foi sancionada em 5 de janeiro de 1989. Segundo a lei, serão punidos “os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. Já a injúria racial está prevista no Código Penal, no artigo 140, parágrafo 3°.

A maior diferença entre os dois crimes é que o racismo acontece quando há uma discriminação contra uma coletividade e é inafiançável e imprescritível, enquanto a injúria racial ocorre quando há ofensa contra a dignidade de uma pessoa determinada.

Compartilhar