Mineirão

Mineirão e DAHW Brasil anunciam os projetos beneficiados com recursos do Projeto Goleada do Bem

16 de janeiro de 2019

O Mineirão e a DAHW Brasil realizaram nessa 3ª feira (15), a entrega simbólica dos recursos às instituições contempladas pelo projeto Goleada do Bem. Dos mais de 50 projetos inscritos de todas as regiões do Brasil, quatro instituições atenderam todos os requisitos do edital, lançado em outubro/18, e serão contempladas com um valor total próximo a R$ 800 mil. Receberão valores que ajudarão a melhorar a vida de várias pessoas pelo país o Instituto Geração 4, de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, a Fundação Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto (FUNFARME) e duas instituições de Belo Horizonte, a Fundação Benjamin Guimarães – Hospital da Baleia e o Projeto Bom na Bola, Bom na Vida. No final do texto há um resumo de cada um dos quatro projetos contemplados.

“Cumprimos mais uma etapa de um grande projeto. Agora, começa o trabalho mais gratificante, que é ver os projetos apresentados saírem do papel e impactarem diretamente e de forma muito positiva a sociedade e a vida das pessoas”, ressalta a gerente de Relações Institucionais do Mineirão, Ludmila Ximenes.

 Representantes do Mineirão, da DAHW Brasil, do Consulado da Alemanha e das entidades beneficiadas participaram de solenidade no Mineirão. Foto: Agencia i7/Mineirão

Cada uma das instituições receberá aproximadamente R$200 mil, conforme previsto em edital. O Mineirão e a DAHW Brasil acompanharão toda a execução dos projetos e as instituições prestarão conta dos valores recebidos à comissão organizadora do Goleada do Bem periodicamente.

Os valores foram arrecadados por meio de doações realizadas na Alemanha. Uma trave e uma rede utilizadas na partida entre as seleções brasileira e alemã, na semifinal da Copa do Mundo de 2014, foram enviadas para o país europeu e os interessados em contribuir com projetos sociais no Brasil que doaram acima de 71 euros receberam uma parte da rede daquela partida histórica. A trave faz parte do acervo do museu do futebol de Dortmund, na Alemanha.

As instituições

A representante da Funfarme na solenidade, Amália Tieco da Rocha, demonstrou muito felicidade pelo hospital ser contemplado com os recursos. “Estamos muito felizes e esse projeto vai mudar a vida de várias crianças por meio da inclusão social”.  A instituição de saúde de São José do Rio Preto (SP) utilizará o recurso para implementar um projeto de basquete em cadeira de rodas para pessoas com deficiência.

Impedir, por meio do futebol de areia, que crianças entrem no mundo das drogas é o objetivo do projeto Gerando Esporte, do Instituto Geração 4, de Jaboatão dos Guararapes (PE). O coordenador geral do instituto, Fernando de Oliveira Valença, o Fernando DDI, atleta da seleção brasileira de beach soccer, se diz realizado com a escolha do projeto. “Foi muito importante participar de um edital tão concorrido. É a certeza de estarmos na direção certa. Receber esse aporte, de uma instituição reconhecida, e de outro estado, aumenta ainda mais nossa responsabilidade”, disse.

Mudar a vida de crianças e jovens em vulnerabilidade social também é a intenção do Projeto Bom na Bola, Bom na Vida, que por meio do “Bora Jogar Bola”, pretende contribuir para formação integral de crianças e jovens da região Oeste de Belo Horizonte. Carlos Antônio, presidente do Bom na Bola, Bom na Vida, afirmou que receber os recursos será algo de enorme relevância para o projeto social que preside. “É o reconhecimento de um trabalho, porque acreditamos que projetos muito bem consolidados participaram desse edital. Teremos a possibilidade, agora, de fundamentar nossos projetos”, revela, emocionado.

Uma das mais respeitadas instituições de saúde de Belo Horizonte, o Hospital da Baleia, inscreveu um projeto que visa a melhoria da saúde bucal e da qualidade de vida das crianças em tratamento oncológico e terá essa oportunidade por meio do Goleada do Bem. A gerente de Mobilização de Recursos da instituição, Danielle Ferreira, falou da importância desses valores para o hospital. “Foi uma excelente oportunidade para o Hospital da Baleia. São recursos que serão destinados para garantir melhor qualidade para os pacientes. Esse valor fará diferença no hospital, com toda certeza”, afirmou.

O diretor Executivo da DAHW Brasil, Reinaldo Bechler, afirmou que a entrega desses recursos é materializar um trabalho que está sendo realizado há quase um ano, por meio do “Goleada do Bem”. “Estamos ansiosos por ver as pessoas serem beneficiadas com esse trabalho e entendemos que a dimensão foi gigantesca, por isso queremos colocar em prática rapidamente esses quatro projetos”, finalizou.

Resumo dos Projetos

Instituto Geração 4

Projeto – Gerando Esporte

Local: Jaboatão dos Guararapes – PE

Número de pessoas beneficiadas – 230

Crianças de 07 a 17 anos em situação de rua e com baixa escolaridade, perfil dos usuários de crack, segundo estudo realizado pela Fiocruz-PE. A maioria tem ainda o vínculo familiar rompido. As crianças receberão aulas gratuitas de futebol de areia, com materiais, alimentação e profissionais qualificados. A ideia é oportunizar as crianças sem atividades e dar orientação educacional esportiva, executando transformação social.

 

Fundação Benjamin Guimarães – Hospital da Baleia

Projeto – Melhoria da saúde bucal e da qualidade de vida das crianças em tratamento oncológico

Local – Belo Horizonte – MG

Número de pessoas beneficiadas, direta e indiretamente – 320

O tratamento oncológico provoca muitos efeitos negativos, físico e emocional, que prejudicam a cura da doença. Os efeitos colaterais mais comuns são as infecções oportunistas, devido à baixa imunidade; e a mucosite oral – inflamação da mucosa que, se não tratada corretamente, pode evoluir para úlceras severas e doloridas, que facilitam o desenvolvimento de doenças e impedem a alimentação e hidratação correta. Hoje, o Hospital da Baleia não conta com atendimento odontológico adequado. A implementação deste projeto, em sua 1ª. fase – 12 meses, beneficiará diretamente cerca de 74 crianças oncológicas. 100% das crianças em tratamento contra o câncer passarão por atendimento odontológico, tanto para procedimentos preventivos quanto curativos. Na 2ª. fase, após 12 meses, serão beneficiados cerca de 600 pacientes oncológicos adultos

Bom na Bola, Bom na Vida

Projeto – Bora Jogar Bola

Local – Belo Horizonte – MG

Número de pessoas beneficiadas – 120, diretamente

Contribuir para formação integral de crianças e adolescentes de 8 a 17 anos de todos os gêneros e reduzir as situações de risco e de desigualdades sociais em Belo Horizonte, Minas Gerais em consonância com os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Agenda 2030 da ONU. Serão oferecidas oficinas esportivas, atividades educacionais gratuitamente, pelo menos 2 (duas) vezes por semana, para crianças e jovens de áreas de vulnerabilidade social na Região Oeste de Belo Horizonte.

Fundação Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto – FUNFARME       

Projeto – Cadeiras com asas

Local – São José do Rio Preto – SP

Número de pessoas beneficiadas – 1200

O Basquetebol em cadeira de rodas é um dos principais esportes para as pessoas com deficiência física e tem sido considerado um esporte que exige muito do participante, uma atividade sadia tanto física quanto socialmente. A inclusão social tem contribuindo para a efetivação dos direitos e construção da cidadania das crianças, adolescentes e jovens, prioritariamente, com deficiência, em situação de vulnerabilidade social e sua introdução na prática esportiva paralímpica. O projeto foi inspirado no sucesso do atleta Gabriel Nery, destaque no esporte paralímpico de São José do Rio Preto, atendido pela Instituição.