Mineirão

MINEIRÃO ABRE AS PORTAS PARA DEBATER A ACESSIBILIDADE

12 de setembro de 2019

O Mineirão recebeu nesta 5a feira (12), deputados, diretores de Cruzeiro e Atlético, membros da Polícia Militar, BHTrans e pessoas com deficiência (PCDs) para um debate sobre a acessibilidade no estádio.

O “Mineirão Aberto” começou com uma visita técnica dos deputados e pessoas com deficiência em frente ao portão E, local de acesso para o setor Vermelho, onde estão localizadas a maioria das vagas destinadas a cadeirantes no Gigante da Pampulha. Eles foram recepcionados pro funcionários do estádio, percorreram diversas áreas do Mineirão e em seguida todos foram para um bate papo bastante construtivo na sala de entrevistas coletivas que teve como objetivo tornar o principal palco do futebol mineiro ainda mais inclusivo em jogos e eventos.

“Foi um encontro importante e dessa conversa saíram muitas sugestões construtivas para melhorar a experiências das pessoas com deficiência em dias de jogos e também em dias de shows no Mineirão”, afirma o diretor do estádio, Samuel Lloyd.

O Mineirão possui todas as licenças aplicáveis a acessibilidade no estádio e irá reforçar ainda mais acolhida aos PCDs. Já existe em todas as partidas no Mineirão a presença dos orientadores de público, conhecidos como “Posso Ajudar”, que recepcionam os PCDs na entrada da Esplanada e foram muito elogiados por todos durante o evento. Para reforçar essa acolhida e a presença desse público, uma campanha educativa para que torcedores não assistam aos jogos em cima das cadeiras, ou em pé em frente aos guarda-corpos, principalmente em frente aos cadeirantes do setor Vermelho também já será implementada.

Além disso, para os shows, a gerência de Eventos do estádio apresentará aos produtores uma cartilha que constará atenções especiais que deverão ser seguidas visando o conforto das pessoas com deficiência. Essa medida será uma norma do estádio para as realizações de shows.

Do debate surgiram também possibilidade de melhorias nas vagas de estacionamento para PCDs no entorno do estádio e parcerias com órgãos do Governo de Minas visando não só um estádio, mas uma sociedade cada vez mais inclusiva.

Compartilhar